Candidatos a prefeito e vice-prefeito na #Amazônia Legal, eles foram autuados por desmatamento, queimadas, exploração da floresta nativa ou por prestar informações falsas a órgãos ambientais. Cerca de 1/4 deles estão em exercício e concorrem à reeleição.